2 de outubro de 2014

Um cantador saindo do forno

A Editora Gaivota traz um lançamento especial para o público jovem, que pouco conhece a rica cultura do nordeste. Mas, antes de falar sobre o livro, aqui vai uma pergunta importante: você já ouviu falar de uma tradição nordestina chamada ‘repente’?

Não? Então, vamos te explicar. Trata-se de um duelo cultural onde dois cantadores se desafiam por meio de versos feitos “de repente”, declamados com ritmo e muita agilidade, mesclando um pouco de poesia e música.

Agora, já podemos falar sobre o livro…
A história é baseada na vida de um escravo que morou na fazenda Bela Vista, interior da Paraíba, em meados do século 19, até o momento em que seu talento para a cantoria chamou a atenção do senhor da fazenda, Manoel Luiz, que achou mais lucrativo tirar o menino da lavoura e mandá-lo para cantar pelos povoados vizinhos.
Nessa nova fase, Inácio troca o trabalho de escravo pela fama de prosador, e seus duelos acabam ficando tão populares que são lembrados até os dias de hoje.

A autora buscou informações sobre a vida do protagonista em diversas fontes, já que os repentes eram falados, e quase não existem registros escritos sobre sua vida. Ao final, podemos conhecer um pouco mais sobre essa cultura, com os textos complementares que ajudam a contextualizar a história. Além disso, todas as ilustrações foram feitas com a técnica de xilogravura, muito comum na região nordestina, e que traz um toque essencial para ambientar o leitor.
Inácio – o cantador-rei de Catingueira é um livro especialmente para o público jovem, que pouco conhece a rica cultura do nordeste.

Inácio_pag36

Compartilhe ...

E deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

Desenvolvido por Miguel Medeiros