16 de junho de 2014

Papeando com Christian David

Hoje é dia de conversar com um autor gaúcho muito querido. Christian nasceu, foi criado e continua morando em Porto Alegre com sua esposa e filha. Formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul em Ciências Biológicas, com ênfase em Licenciatura, é também o fundador da Confraria Reinações: Confraria de Leitura de Textos Infantis e Juvenis. Além disso, Christian também é vice-presidente administrativo da Associação Gaúcha de Escritores.

Participou do Catálogo de Bolonha em 2009 e publicou diversos livros, incluindo o A menina que sonhava com os pés, pela Editora Gaivota.

Vamos papear?

christian-david-330x200

Quem é Christian David?

 Um sujeito meio maluco, com uma caneta na mão, pronto pra criar mundos e contar histórias.

O melhor lugar para o surgimento de riscos e rabiscos é…?

Dentro da minha cabeça, é lá que tudo começa.

O melhor amigo criado por você?

Esse não fui eu quem criei, família é um presente.

Uma viagem inesquecível seria nas páginas de qual livro?

Um dos meus seria uma boa pedida, mas algum de Monteiro Lobato ou Júlio Verne também daria conta do recado, hehehe.

Qual é seu companheiro favorito de aventuras?

Um bom sanduíche e um livro.

Escrever um livro é…

A coisa mais prazerosa e cheia de ansiedade que alguém pode fazer, é como criar vida do nada e esperar que ela sobreviva a tempo de contar uma história que faça sentido.

Se não inventasse mundos e personagens, o que Christian faria?

Algum serviço ligado à comunidade talvez, algo que ajudasse a mudar o mundo.

Por que livros para os pequeninos e jovens?

São as criaturas mais sensíveis e sinceras, dá pra ver a alegria nos olhos deles, nada melhor que isso.

Onde fica/o que você faz quando busca inspiração?

Inspiração não tem horário nem lugar marcado, ela só vem quando se trabalha duro.

A melhor página em branco é…

Nenhuma, gosto de histórias, páginas em branco me assustam, não são naturais. Gosto de espaços vazios e pouco poluídos visualmente, mas as páginas gosto de ver com aquelas pequenas marcas pretas que dão sentido à vida.

menina que sonhava

Ilustração do livro “A menina que sonhava com os pés”

Compartilhe ...

E deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

Desenvolvido por Miguel Medeiros