19 de setembro de 2016

Papeando com a Leandra

Quem aí já leu A Canção de Monalisa, de Helena Gomes?

No e-book, disponível gratuitamente na Apple Store e Google Play, conhecemos a adolescente Leandra.  Ela passa suas férias em Santos, na casa da avó.
E não é que algo muito estranho acontece quando, entediada de ficar dentro de casa, a menina resolve passear pela Pinacoteca da cidade e conhecer mais a obra do artista Benedicto Calixto?

Batemos um papo super animado com a Leandra. Que tal conhecê-la melhor?

pinacoteca

 

 

Acervo da Fundação Pinacoteca Benedicto Calixto_Crédito: divulgação

Leandra, como foi a experiência de viajar para o passado?

Olha, só sentindo na própria pele para entender. Morri de saudades da minha família e dos amigos, chorei muito de tristeza, sofri bastante para me adaptar àquele final de século XIX… Mas também foi incrível, sabe, uma experiências única e inacreditável. Se eu repetiria? Ah, claro! Mas só se o Inácio fosse comigo!

Do que você mais gostou durante sua estadia no final do século XIX? E do que sentiu mais falta?

O que mais gostei foi de conviver com pessoas fantásticas, como a Jandira (uma grande amiga de quem sinto muita falta), o mestre Calixto e sua família. E, claro, adorei conhecer melhor o Inácio.

Agora, do que mais senti falta… Bom, não contar com a tecnologia de hoje pode ser bem complicado, principalmente se você ama o seu celular como eu. Foi horrível ficar sem ele e sem Internet também.

Você acha que toda essa experiência foi importante para seu crescimento pessoal?

Tudo o que passei me ajudou bastante a amadurecer. Talvez eu até tenha me tornado uma pessoa melhor. Pelo menos, não sou mais aquela mimada que reclamava de tudo.

Alguém, além de Inácio, conhece sua aventura?

Não, só ele.

Você acha que as pessoas acreditariam na sua história?

Acho difícil. Vivi uma experiência tão surreal que não vai se encaixar na realidade simplificada que as pessoas costumam enxergar.

Foi muito assustador conhecer um ser mágico e tão poderoso como a Monalisa?

Nossa, foi apavorante! Aquela lá é louca e descompensada. Se isso já é ruim numa pessoa comum, imagina numa vilã cruel como ela, que vai ganhando mais e mais poder a cada momento… Sinceramente, não sei onde arrumei coragem para enfrentá-la.

Hoje, depois de conhecer de perto a obra de Benedicto Calixto, você se interessa mais por artes?

Com certeza! A arte faz parte da vida e está tão misturada ao nosso cotidiano, influenciando visualmente tudo, que mal nos damos conta de sua presença. Por isso achei muito legal ter a oportunidade de conhecer melhor o assunto, de ver o mundo pelos olhos dos artistas.

Daqui a pouco você vai entrar na faculdade… Já tem ideia do que quer fazer?

Acredita que adorei dar aulas para o Inácio? E até que me saí muito bem como professora! Ainda não decidi qual faculdade cursar, se será aqui ou na Bélgica (por motivos óbvios… rs), mas Pedagogia pode fazer parte dos meus planos.

Compartilhe ...

E deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

Desenvolvido por Miguel Medeiros