11 de fevereiro de 2016

Tapioca do Bilé

Lá nos cantos do Ceará, a autora Alessandra Roscoe encontrou um Jacaré Bilé, que vivia com sono, até em dia de festa, porque passava a noite inteira tentando perseguir a pobre lua, que no céu nem se mexia.

A verdade é que esse jacaré tinha um segredo que você só vai descobrir lendo o livro. A única dica que podemos dar é que tem tudo a ver com tapioca. Que coisa biruta, né?

Enquanto você não começa a ler, que tal descobrir um pouco mais sobre esse ingrediente delicioso que já faz parte do cardápio de todo o Brasil?

De onde ela vem? Da mandioca, a raiz brasileira presente de norte a sul do país, que tem uma importância histórica e cultural incrível.

Como é feita? A tapioca é, basicamente, a fécula, ou, como é mais conhecida, a goma da mandioca. Também tem o nome de polvilho doce ou polvilho azedo.
A primeira etapa de produção é descascar a mandioca e, em seguida, triturar até virar uma massa bem fininha. Depois, essa massa é misturada com água, peneirada, e deixada para descansar e decantar. Após algumas horas, a mistura já estará separada em duas partes: água, na parte superior, e a goma, na parte inferior. A última etapa é a secagem, que pode ser feita natural ou artificial.

Dollarphotoclub_83743812-Medium-1024x683

Como é que se prepara para comer? Muito simples! É só peneirar a tapioca em uma frigideira, cobrindo todo o fundo. Com o calor, a goma vai se unindo em um só formato e deixando a tapioca crocante. Depois disso, é só colocar um recheio e se deliciar com essa maravilha brasileira que encanta os quatro cantos do país (e até alguns jacarés do Ceará!)

passo-a-passo-tapiocas-1397753613719_956x500

Sugestão de recheios para fazer em casa:
- Coco com leite condensado
- Coco com granulado de chocolate
- Queijo com goiabada
- Queijo e orégano
- Manteiga
- Queijo e presunto

Fica uma delícia!

Tapioca-de-leite-condensado-2

Fonte: Petit Gastro

Compartilhe ...

E deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

Desenvolvido por Miguel Medeiros