4 de julho de 2013

Um passeio pelo cerrado

Se viajássemos por todos os estados do Brasil, com certeza encontraríamos as mais diversas paisagens. Quando chegássemos à região central do país, como nos estados do Mato Grosso e do Tocantins, veríamos árvores baixas espalhadas, retorcidas e de casca grossa. Esse é o cerrado, uma região muito rica em biodiversidade, como nos mostra o livro O Cerrado (Editora Biruta), com texto e ilustrações de Rubens Matuck.

A vegetação do cerrado costuma ser bastante característica, pois ela é inteira adaptada para quando o clima fica quente e seco. As árvores são pequenas e têm folhas cobertas de pelos. Enquanto a casca dura serve para evitar que a árvore perca água, as raízes são muito profundas para alcançar as regiões mais profundas do solo na busca do alimento.

ocerrado-texto

Muitas vezes, devido ao clima quente da região e ao tipo da vegetação, acontecem incêndios naturais. Tem especialista que diz que o cerrado só é tão rico em biodiversidade

Entre os animais que habitam o cerrado, podemos encontrar o lobo-guará, um animal que se alimenta de pequenos roedores. O tamanduá é outro exemplo. Praticamente cego e surdo, ele consegue capturar as formigas e os cupins através de um excelente olfato e de uma língua que chega a medir quase meio metro!justamente por causa dessas queimadas. Curioso, não?

Se você estiver visitando essa região, tome cuidado com a onça pintada. Excelente caçadora, a onça costuma comer mais de 2,5 kg de carne por dia! E não adianta tentar entrar no rio para fugir dela, pois elas conseguem nadar muito bem quando precisam encontrar alimento.

É bom ficar atento também por onde pisa, porque a coruja buraqueira tem esse nome porque ela gosta de viver, justamente, em buracos cavados no solo. Agora, se você olhar para os céus, encontrará a arara canindé, aquela que é azul e amarela, típica da região.

Apesar de o solo ser bastante ácido, o homem conseguiu desenvolver técnicas para plantar sementes. Ele também utilizou a região para criar bois e vacas, o que causou uma destruição da região. Hoje, infelizmente, resta muito pouco da vegetação original, e muitos animais de lá estão ameaçados de extinção, o que reforça, mais uma vez, a necessidade da preservação das riquezas do Brasil.

 

Compartilhe ...

E deixe seu comentário!

Uma resposta para “Um passeio pelo cerrado”

  1. Oi!
    Adorei saber um pouco mais sobre o cerrado!
    Não sabia que o tamanduá é praticamente cego e surdo!
    Beijos…Samantha

Deixe uma resposta

Desenvolvido por Miguel Medeiros