26 de março de 2015

Quem é Victor Hugo?

Você sabia que um dos maiores poetas e escritores de todos os tempos é o autor de um dos livros da Gaivota?

Pois é! Estamos falando do dramático poeta Victor Hugo, romancista e autor de Cantos para os meus netos.

Filho de Joseph Hugo e de Sophie Trébuchet, Victor-Marie Hugo nasceu em Besançon, mas passou a infância em Paris. Em 1819 fundou, com seus irmãos, a revista “Conservateur Littéraire” (Conservador Literário) e, no mesmo ano, ganhou o concurso da Académie des Jeux Floraux, instituição literária francesa, fundada no século 14.

Seu talento ficou evidente já aos quatorze anos de idade, em 1816, quando afirmou sua vocação literária ao escrever, em seu caderno de escola: “Je veux être Chateaubriand ou rien!” (Quero ser Chateaubriand ou nada!). Esse tal Chateaubriand foi um grande escritor francês, precursor do romantismo. Olha só como o menino já era ambicioso!

Aos 20 anos, publicou uma série de poemas, chamada “Odes e Poesias Diversas”, mas foi o prefácio de sua peça teatral, “Cromwell”, que o transformou em líder do movimento romântico na literatura francesa.

Em 1822, casou com Adèle Foucher, uma amiga de infância, e teve cinco filhos: Leopold, Leopoldina, Charles, François Victor e Adele.

Criado em um espírito de monarquia, o escritor acabou se tornando um defensor da democracia liberal e humanitária e foi eleito deputado na Segunda República, em 1848. Acabou vivenciando algumas decepções e golpes de Estado, mas nunca voltou atrás em suas convicções políticas, e se viu em repetidos confrontos com o governo.

O sofrimento pela morte de Leopoldina, e seu marido, Charles Vacquerie, fez com que o poeta dedicasse inúmeros poemas à memória da filha e iniciasse uma intensa experiência espírita, relatada na obra “Les Tables Tournantes de Jersey” (As Mesas Moventes de Jersey).

A partir de 1849, Hugo se dedicou à obra política, à religião e à filosofia humana e social. Mantinha seus ideais reformistas e desejava mudar a sociedade, sem mudar de sociedade.

Viveu até os 83 anos e foi um escritor de sucesso (eleito para a Academia Francesa de Letras, em 1841), mestre de invenção verbal, da emoção e da evocação. Suas obras mais conhecidas são: “Os miseráveis”, “O Corcunda de Notre Dame” e “Os trabalhadores do Mar”.

De acordo com seu último desejo, foi enterrado em um caixão humilde, no Panteão, junto com os mais célebres cidadãos franceses, após ter ficado vários dias exposto sob o Arco do Triunfo, em sua terra natal, pela qual tanto lutou.

Sobre Cantos para os meus netos – Poemas de Victor Hugo

O livro contém poemas selecionados da obra poética entitulada “L’Art d’être grand-père” (A arte de ser avô), publicada em 1877 e que integram o patrimônio da poesia francesa para crianças. Ele os escreveu para seus netos, Georges e Jeanne que, após a morte de seus pais, Leopoldina e o Charles, ficaram sob sua guarda.

Nos textos, Victor Hugo revela o comportamento e a inocência das crianças que acabou criando sozinho, com ternura e cumplicidade. O avô-poeta trata o tema da infância como imagem da felicidade, por meio das canções, passeios de visita ao zoológico, e a descoberta da Bíblia como fonte de narrativas inspiradoras.

Para conferir os primeiros poemas do livro, clique aqui.

 

Victor_Hugo_by_Étienne_Carjat_1876_-_full

Compartilhe ...

E deixe seu comentário!

Uma resposta para “Quem é Victor Hugo?”

  1. Jacilene disse:

    Durante 2015 me peguei lendo “Os miseráveis” de Victor Hugo e estou vivendo um estado de encantamento com o autor. Sua sensibilidade romântica, a forma humana como ele trata todas as esferas sociais, do Rei ao mendigo, ao condenado, do perverso ao demasiado bondoso ele lança a todos um olhar de busca de compreensão.

    Adorei ler esse post-minibiografia. Ele colocou “Cantos para os meus netos.” em minha lista de futuras leituras.

Deixe uma resposta

Desenvolvido por Miguel Medeiros