26 de maio de 2014

Arquiteto da natureza

 

João de barro

O livro de Neide Simões de Mattos e Suzana Granato descreve a vida de um verdadeiro arquiteto da natureza, que constrói sua casa sem precisar de diploma de faculdade.

Sabem de quem estamos falando? Dele mesmo, O João-de-barro, um bichinho muito simpático e esforçado que gosta de viver em campos abertos, onde as árvores não ficam muito próximas umas das outras. Mas, ele também gostar de viver na cidade, viu? Não se espante quando achar por aí uma casinha parecida com essa da foto acima.

Sua comida preferida são os insetos, mas de vez em quando ele também come umas sementinhas que encontra pelo caminho.

Um dia, ele se apaixona por uma fêmea de sua espécie e decide começar a montar uma família. Para isso, eles escolhem uma árvore com galhos bem grossos (ou até mesmo um poste!). De pouco em pouco, eles trazem alguns “ingredientes” para incrementar a construção que é feita praticamente de barro, fiapinhos de palha e esterco. Com o tempo, a casinha vai tomando forma e fica muito parecida com um forno de pizza. Até ficar pronta para morar, leva mais ou menos 20 dias. Lá dentro, eles fazem duas divisões, com uma parede que separa a entrada e a parte interna, pois todo mundo precisa de um pouquinho de privacidade, não é mesmo? A porta é bem pequena, pois é preciso se proteger da chuva e dos inimigos.

Esse João-de-barro gosta tanto de construir, que sai fazendo casinhas em vários lugares, até decidir qual é a melhor para morar com sua família. Só depois disso, é que o casal apaixonado decide criar seus filhotes.

Sabe como acontece?

A fêmea põe três ou quatro ovos na parte de dentro, lá no quartinho forrado de fiapos. Durante quinze dias, ela choca os ovinhos e, depois que todos os filhotes nascem, é hora de sair para procurar comida.

O João-de-barro, além de construtor, também é um bom pai para seus filhotes. Ele e sua fêmea limpam a casa e protegem seu ninho dos invasores. A única coisa que eles não conseguem é proteger os filhotes de pulgas, carrapatos e percevejos.

Ah, quase esquecemos de contar que essa espécie de pássaro gosta muito de cantar. Com apenas duas semanas de vida, os filhotes já começam a imitar seus pais e emitir pequenos sons, e com um pouco mais de 20 dias, já conseguem sair do ninho para voar!

Depois disso, adivinha só o que acontece?

O ciclo se repete: cada filhotinho vai procurar um companheiro ou companheira para construir uma casinha e formar sua própria família.

Os pais também seguem suas vidas, deixando seus ninhos antigos, construindo outros ninhos por aí e, quem sabe, criando outros filhotinhos!

As casinhas que ficam desocupadas, logo logo recebem novos moradores, e assim o ciclo da vida continua.

É por isso que gostamos tanto da natureza! E vocês?

 

João de barro1

João de barro2

João de barro3

João de barro4

Compartilhe ...

E deixe seu comentário!

Uma resposta para “Arquiteto da natureza”

  1. Fêh Zenatto disse:

    Aaah, que lindo!
    Lembro dos vários ninhos de João-de-barro nos postes na frente da casa dos meus pais quando eu era pequena.
    E eu não sabia que eles faziam até cômodos!

    http://www.blogcoisaetal.com

Deixe uma resposta

Desenvolvido por Miguel Medeiros